top of page

Pránáyáma


Respiração- Pránáyáma

Prána significa alento, respiração, vitalidade, vida, energia ou força. No plural, denota certos hábitos vitais ou corrente de energia.

Áyáma significa alargamento, extensão, amplitude, prolongamento, contenção ou controle.

Pránáyáma designa assim, o prolongamento da respiração e seu controle. Patañjali no Yoga Sútra (cap II. Sútras 49-51), descreve pránáyáma como a entrada e a saída controlada da respiração em uma postura firmemente estabelecida.

O pránáyáma é uma arte que possui técnicas para fazer com os órgãos respiratórios de movam com a força de vontade, de forma rítmica e intensa. Consiste em um longo e sutil fluxo sustentado da inspiração, a expiração e as retenções com pulmões cheios ou com pulmões vazios estimula o organismo e coloca para fora o ar viciado e as toxinas; kumbhaka distribui a energia através do corpo. Os movimentos incluem a expansão horizontal, a ascensão vertical e a extensão circunferencial dos pulmões e da caixa torácica. Esta respiração disciplinada ajuda a mente a se concentrar e permite que o praticante alcance longevidade e saúde.

Através do abundante recebimento de oxigênio que é resultado das disciplinadas técnicas, o praticante tem sutis modificações químicas. A prática de ásana faz desaparecer as obstruções que impedem o fluxo da energia, e a prática de pránáyáma regula este fluxo através do corpo. Regula todos os pensamentos, desejos e ações do praticante, dando-lhe equilíbrio e uma enorme força de vontade necessárias para converte-se em um mestre de “Si mesmo”. – B.K.S.Iyengar

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page